Engenharia do Produto

Palavras-chave: Produto, PDP, Ciclo de vida.


Você sabia que para um produto entrar no mercado comercial ele passa por várias etapas até chegar o dia do seu lançamento? Já ouviu falar em PDP? Você conhece as etapas do ciclo de vida de um produto? Você sabe da importância de uma análise no mercado comercial? Se sua resposta for não para a maioria das questões, te convido a conhecer um pouco sobre os processos de desenvolvimento de um produto.


Com o passar dos séculos, o modo da produção começou a sofrer alterações, com o mercado exigindo produtos variados com menor escala produtiva. Deste modo, esse cenário provocou modificações nos setores de produção, ocasionando a redução do tempo de lançamentos de novos produtos, o aumento das opções de produtos customizados e uma concentração na melhoria da qualidade.


Nos dias atuais, possuímos um ambiente industrial globalizado em que os produtos são projetados e produzidos ao mesmo tempo em mais de um país ou projetados em um país e fabricados em outro.


Mas enfim, o que realmente é a engenharia do produto?

A engenharia de produtos tem como função desenvolver novos produtos e aperfeiçoar aqueles produtos que já estão no mercado, por isso a sua execução é indispensável dentro de um setor de produção. Além disso, a área de engenharia de produtos indica quais as composições e a estrutura que são mais úteis para a sua fabricação própria ou por fornecedores.


Ciclo de vida dos produtos

O ciclo de vida de um produto é definido pela a sua história, desde a sua criação até a sua saída do mercado. De um modo geral, os produtos passam por quatro processos ao longo da sua vida útil:

⦁ Introdução;

⦁ Crescimento;

⦁ Maturidade;

⦁ Declínio.


Atualmente dentro da visão do ciclo de vida, existem os componentes básicos de todo projeto de produto que são: custo, qualidade e prazo; porém, houve um incremento: a sustentabilidade ambiental.


Processo de desenvolvimento de produtos (PDP)

O processo de desenvolvimento de produtos (PDP) está estabelecido entre a empresa e o mercado, tendo o compromisso pelas atividades desde o planejamento para o lançamento do produto até a sua retirada do mercado, sendo assim, finalizando a sua vida útil.


O processo de desenvolvimento de produtos (PDP) é uma atividade complexa e que os problemas a serem enfrentados pelos engenheiros são mal estruturados ou incompletos.


O modelo de referência do PDP envolve três grandes fases: pré-desenvolvimento, desenvolvimento e pós-desenvolvimento. Cada fase é caracterizada pela entrega de um conjunto de resultados cuja avaliação permite que o PDP passe para a fase seguinte. Cada fase é dividida da seguinte forma:

⦁ Pré-desenvolvimento: planejamento estratégico;

⦁ Desenvolvimento: planejamento do projeto, projeto informacional, projeto conceitual, projeto detalhado, preparação da produção, lançamento do produto;

⦁ Pós-desenvolvimento: acompanhar produto, processo e descontinuar produto.


Pesquisa de mercado

A pesquisa no mercado tem como objetivo esclarecer as principais características de um mercado comercial, fornecendo mais informações sobre suas características e originalidades visando obter um longo prazo de sucesso. Além disso, uma análise bem feita pode ajudar a definir as prioridades em relação aos recursos e aos investimentos da empresa.


Outro ponto positivo que se deve destacar é que está pesquisa poderá ajudar a tomar forma o produto que está sendo desenvolvido, servirá como direcionamento no começo das campanhas de marketing assim como, melhorar as tomadas de decisões e redução de riscos.


Métodos e técnicas de projetos

Existem variedades de métodos e técnicas que podem ser aplicadas ao longo do desenvolvimento de projetos de produtos. Como já citado, o projetar de um produto engloba uma ação contínua de tomada de decisões com fundamento em informações que vão sendo adquiridas e transformadas ao longo do processo do projeto. Uma boa parte das técnicas do PDP refere-se ao modo de representação dessas informações, de maneira que possa ajudar o processo na tomada de decisões dos projetistas.


De imediato, convém a relacionar as informações de aspecto particular do objeto que está em projeto que são:

⦁ Semântica: descrever verbalmente ou textual as características do objeto;

⦁ Gráfica: são os desenhos em perspectivas, desenhos técnicos;

⦁ Analítica: equações, regras e procedimentos que são utilizados para definir a forma ou a função do artefato.

⦁ Física: são protótipo rápido ou protótipo real do objeto.


Os benefícios de um PDP bem estruturado:

  1. Mais produtos novos no mercado em menos tempo;

  2. Redução de custos;

  3. Produtos com um ciclo de vida maior;

  4. Mais experiência e melhora a cada ciclo;

  5. Entre outros.



👍🏽 Curte se você gostou

💬 Comente para sabermos sua opinião

📣 Compartilhe com os amigos

Qualquer dúvida ou sugestão, fale conosco. Entre em contato para saber mais sobre nossas soluções. Podemos ajudar sua empresa ir ao máximo! WhatsApp: 43 9170-2782 E-mail:maximizaej@gmail.com

917 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
whatsapp-logo-icone.png